Crônicas de um país sem sobrenome

Muitíssimo boa tarde, caros leitores, sejam bem vindos ao ano de 2012 e às atividades retomadas do blog mais incrível e inteligente que existe sobre o Brasil (fonte: minha mãe)!

Eu sei que o dia 4 de janeiro ainda é meio cedo pra meter a cara na reflexão, mas vamos combinar: que Réveillon mais fraquinho esse, não? Não via a hora de escrever novamente por aqui, porque o embalo de ano novo… ah, esse nem veio! Choveu o tempo todo, a São Silvestre foi quase uma corrida de caiaque por São Paulo, e o pior: caiu num sábado, ou seja, feriado prolongado virou lenda! Justo no último Réveillon da vida de todos nós, já que o número do ano na folhinha agora é 2012, e até Hollywood já profetizou a explosão mundial lá por dezembro…

E como não podia deixar de ser, começamos o ano do apocalipse falando exatamente deles, os sinais do apocalipse! Se não a hecatombe mundial de verdade, talvez a enorme crise brasileira de 2014 com a Copa do Mundo e o caos logístico, hoteleiro, urbano… meio que assim: o mundo está condenado, mas se por acaso a implosão mundial não der certo, o Brasil assinou um seguro contra falhas, a ser acionado dois anos depois. E sobre isso, vamos pensar (repensar) alguns sinais recentes de que o mundo vai acabar de qualquer jeito e não demora:

1 – Moinho Troll

O começo do ano já mostrou uma imagem digna de abertura de retrospectiva no final do ano (claro, se o ano tiver um final): contagem regressiva, 800 kg de dinamite na base de um baita prédio caindo aos pedaços antes mesmo do incêndio que devastou a favela ao lado, todos ansiosos pra resolver o caos metropolitano da paralisação das linhas de trem ali perto, e CABRUUUM, depois da nuvem de fumaça, ali está um monte de… prédio ainda em pé! Logo no dia 2 de janeiro, um prédio velho trollou os engenheiros semi-deuses da Prefeitura de São Paulo!

Se você acabou de voltar do Réveillon em Júpiter e não viu as cenas mais cotadas para #FAIL do ano, acompanhe abaixo. Eu mesmo não paro de rir toda vez que vejo!

♦ Potencial para o apocalipse: a não ser que os 800 kg de dinamite tenham sido suficientes para abalar o eixo de rotação do planeta, nenhum. Mas convenhamos: ver uma cena dessas não nos faz acreditar na possibilidade?

♦ O que tem a ver com a Copa: não sei você, caro leitor, mas eu boto toda a fé do mundo que uma prefeitura trollada por um prédio velho daquele consegue realizar as obras de 2014 no tempo certo, sem atrasos ou superfaturamentos…

2 – O fim de Walking Dead em São Paulo

O mesmo poder público municipal trollado pelo Moinho no começo do ano realizou, dois dias depois, a Operação Raio de Luz, que apesar do nome não é uma missão evangélica da Igreja Quadrangular do Triângulo Redondo, nem nada parecido. A Polícia Militar invadiu a região da Cracolândia (sim, eu cansei de falar dela ano passado) e despachou os usuários sem rumo das ruas dessa região. Galera que nunca viu um usuário de drogas, que dirá uma rua inteira dominada por eles, comparou as cenas da Cracolândia com a Zombie Walk, o afastamento dos usuários com a equipe de Alices em Resident Evil, e a equipe de limpeza (literalmente) lavando as ruas da cidade com a esterilização do Ébola.

♦ Potencial para o apocalipse: vejamos… o poder público se importou com aquelas pessoas, e vai oferecer tratamento adequado para os usuários. Isso sim, é sinal do apocalipse! Oh, wait…

♦ O que tem a ver com a Copa: com a palavra, o comandante geral da PM-SP, em nota oficial sobre a Operação Raio de Luz: “o objetivo é restabelecer a ordem urbana na região da Luz, garantindo o direito de ir e vir das pessoas e oferecendo uma cidade limpa e segura para todos, paulistanos e visitantes”. OK, entendi…

3 – O dilúvio mineiro

Não que seja novidade pra ninguém, a gente até já conversou sobre isso por aqui, mas a bola da vez das enchentes e catástrofes naturais de janeiro é Minas Gerais. Um descanso merecido (ou só um pequeno abono de natal) aos nossos amigos cariocas.

♦ Potencial para o apocalipse: tá, é um processo natural, todo ano acontece, todo mundo sabe disso, e boa parte das mortes que ocorrem nestes períodos é, em partes, causada pela ocupação urbana absolutamente irregular das grandes e médias cidades Brasil afora. Mas as cenas que a Globo sempre mostra de cidades dentro de metros e metros de água barrenta, de corredeiras devastando o que eram avenidas e um ou outro “Sinfonaldo, o pedreiro herói das enchentes”, nos faz perguntar todo ano se há o dedinho do homem fazendo seu próprio apocalipse do aquecimento global, enfim…

♦ O que tem a ver com a Copa: é bem relativo. Como um assumido odiador de futebol, eu poderia muito bem dizer aqui que as obras da Copa fazem com que não haja dinheiro para obras de contenção de catástrofes, mas o fato é que bem antes da Copa ser anunciada no Brasil esse tipo de coisa já acontecia. Se a coisa toda piora em épocas de 2014, prefiro não afirmar, porque de fato eu não sei. E como aqui neste blog sempre priorizamos a discussão e a reflexão, deixo todo o discurso reaça pra você, caso queira, querido leitor!

4 – Obama fora do Iraque

Ok, foi lá no final de seu mandato e começo de campanha presidencial, mas não é que o rapaz realmente tirou as tropas do Iraque? Tudo bem que ele não prometeu deixar o país organizado, tudo bem que o caos continua, até pior que antes, mas se a promessa era apenas mandar os soldados de volta pra suas mães latinas dos pântanos da Flórida, está feito!

♦ Potencial para o apocalipse: alto. Vai que surge um “Ahmadinejad com mais colhões” por lá e realmente algumas bombinhas saiam voando de lá…

♦ O que tem a ver com a Copa: não muito, apenas o fato de que é confortante ver que não é só aqui que as coisas se encaminham em épocas de eleição.

5 – Michel Teló com projeção internacional

Eu confesso que só conheço uma música dessa versão loira semi-sertaneja do Justin Bieber, aquela coisinha fofa do “se eu te pego, aiai, se eu te pego”. Ok, todo mundo sabe que uma música brasileira de sucesso não é necessariamente uma obra prima da literatura, que o diga as lacraias,  bolas de fogo e o esquadrão de mulheres-fruta que fariam uma feira do tamanho do Mercadão da Lapa, mas notícias como “Se eu te pego foi traduzida para cirílico, seu décimo quinto idioma” é algo simplesmente impossível de ser entendido!

Nossa, nossa, assim você SE mata!

♦ Potencial para o apocalipse: creio que pouco. Se o mundo já sobreviveu ao Meteoro da Paixão (oh, dor!), possivelmente passa por isso com certa facilidade. Quer dizer, nunca se sabe, né?

♦ O que tem a ver com a Copa: absolutamente tudo! Se como disse Gandhi “o sucesso depende de suas escolhas”, a Copa de 2014 está fadada ao fracasso (na falta do Luan Santana que já pagou seu mico esportivo mundial, alguém duvida que o Michel Teló vai ser escolhido pra cantar “Ai se eu te pego” na abertura da Copa?)

6 – A pacificação das favelas cariocas

Você já conhece a história e a discussão, bem como, a minha opinião a respeito. Podemos avançar, não?

♦ Potencial para o apocalipse: potencial negativo! Incrível né? Não que eu seja a favor da pacificação das favelas, e se você acompanha esse blog, sabe que essas coisas são alvo fácil de discussões por aqui, mas uma favela pacificada é uma favela com menos bailes funk, e menos bailes funk significam música de maior qualidade na boca do povo. Hey, Michel Teló, o mundo ainda tem esperanças!

Seus dias estão contados, bitch!

♦ O que tem a ver com a Copa: Tranquilo, gente, o barulho ouvido nos arredores do Maraca serão apenas fogos de artifício…

7 – Os impostos de janeiro

Ano novo, dívida nova. Janeiro é marcado pelo zerar do impostômetro (que vai voltar a ser notícia lá por maio ou junho) e pelo desembolsar de IPVA, IPTU, IR, IPHONE, IPAD, IMAC…

♦ Potencial para o apocalipse: é fato, outros janeiros já passaram, e o mundo não vai acabar por causa da arrecadação deste em 2012. Mas que dá uma vontade de acabar com o mundo, isso dá!

♦ O que tem a ver com a Copa: Nossa Senhora das Obviedades, rogai por nós.

8 – A faxina da Dilma no Planalto

Tá bom que não é a limpeza que todo mundo um dia sonha em ver em Brasília, tá bom que não é a cura da AIDS, tá bom que a Dilma não concorre ao concurso de melhor ser humano do planeta, mas convenhamos: tantos ministros corruptos derrubados em um único ano é algo, ao menos, inusitado, não? Só pra recordar, falamos sobre isso aqui, caso seja de seu interesse.

♦ Potencial para o apocalipse: considerável. Que o diga a Veja, a Isto é, a Folha de SP…

♦ O que tem a ver com a Copa: quem quer apostar que a Dilma vai, no discurso inicial do presidente na cerimônia de abertura, falar sobre a limpeza no planalto, com tradução simultânea para 42976 línguas? E quem quer apostar que a gringaiada toda vai acreditar piamente na Dilma como a Mandela da nação?

9 – Teresa Cristina e Pereirinha morando juntos em Fina Estampa

WILSON é o cacete, enfia aquela bola no c*!

A Folha de SP deu manchete nisso, então, deve ser algo super relevante na sua vida, não? Oh, wait…

♦ Potencial para o apocalipse: temerosamente considerável. A Teresa Cristina é a Cristiane Torloni, aquela que vez em quando curte um “rock, bebê”; e o Pereirinha é José Mayer, o maior comedor da face da terra logo após Kid Bengala. Isso só pode dar errado de alguma forma…

♦ O que tem a ver com a Copa: nada. É só não deixar a Torloni se aproximar de um repórter e bebida alcoólica no show de abertura que tá tudo certo.

10 – Desempenho do Corinthians na Libertadores

HAUHuahuahuHAUAHuahuahUHUAHuhuahuHUAHuhuahuHAUAHUahuahuHh

ahuahauhUAHUhuahuHUAHuhauhUHAUhuahuHUAHUhuahuHUAHUahuhUHA

hauhauhUAHUhauhauHAUhauhUAHUAHuHAUHAUAHuhauhAuHAUHuHAuUAH

♦ Potencial para o apocalipse: Altíssimo! O Corinthians, obviamente, vai perder de novo pra algum time esdrúxulo da Guiana Francesa, e todo mundo já conhece o caos instaurado nas ruas das cidades brasileiras na noite do fatídico jogo…

♦ O que tem a ver com a Copa: O Corinthians? Só o fato de o estádio deles ser construído com dinheiro público para a abertura da Copa, porque em se tratando de qualidade de futebol…

11 – As polêmicas ambientais

Do ponto de vista ambiental, 2011 foi o ano em que o governo de Brasília foi mais negligente na história recente brasileira. O Código Florestal foi aprovado, Belo Monte também, mesmo com o ciber-chororô comendo solto por aí. Foi o único ano desde 1992 que não foi criado nenhuma área de proteção ambiental no Brasil.

Discutir mais sobre isso? Sempre cabe. Relembre aí, caro leitor, o que pensamos sobre Belo Monte, e também sobre o Código Florestal Brasileiro que a discussão é sempre válida e deve ser sempre exercida (“auto-merchan” – a gente vê por aqui, rs…)

♦ Potencial para o apocalipse: oh, dúvida cruel. Se eu disser que não, sou um insensível que não pensa no meio ambiente, no planeta de nossos filhos e netos, no que o homem faz com o planeta, nos pentelhos da Cláudia Ohana e toda essa coisa. Se eu disser que sim, sou um ambientalista eco-chato que deveria pegar o pescoço de uma tartaruga marinha e enfiar no meio do c*. E agora, José?

♦ O que tem a ver com a Copa: Nossa Senhora das Obviedades, pelo amor de Deus, aparece logo, cacete!

12 – Big Brother Brasil 12

É… começo de ano, lá vem BBB goela abaixo. Lá vem pseudo-cults de Facebook indignados. Lá vem discussões intermináveis sobre o que é heroísmo, só porque a anta do Bial chama os caras de heróis. Tudo de novo, outra vez.

Façam suas apostas: quem vai ser o herói do Bial? Quem vai ser o mau caráter que o Brasil vai amar e criticar ao mesmo tempo? Ou o mais relevante: quem vai ser a primeira pelada da Playboy?

♦ Potencial para o apocalipse: cão que ladra não morde, caro leitor, e nem os BBBs, nem os críticos, nem os colunistas da Folha de SP vão fazer absolutamente nada que danifique a estrutura de nossa bolinha azul. Só o Boni, ah o Boni, esse é foda! 2012 vai acabar assim: o Boni vira pra Deus e manda um “acaba logo essa merda de mundo que eu paguei caro pelo Globo Repórter a respeito”, e Deus acaba. Simples assim. Não sabe do que eu estou falando? Clica aqui, vale a pena.

♦ O que tem a ver com a Copa: Não estranharia nada se um dia ouvisse um áudio vazado do ponto eletrônico no ouvido do goleiro da Espanha dizendo algo como “Casillas, dejar que la pelota se mueva, Brasil tiene que tomar la copa this time“. Obviamente, a voz seria do Boni, de quem mais?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: