Crônicas de um país sem sobrenome

Você aí! Tá feliz?

Saiu mais uma notícia, vinda de pesquisa de “sabe-se lá Deus o que esse órgão faz”, que mede a felicidade média das pessoas ao redor do mundo. E chuta que país lidera a pesquisa? Sim, o Brasil. Pela quarta vez seguida. E a felicidade do brasileiro, de zero a dez, mede 8,6.

Vejamos... eu sou 1/3 feliz, mais 2/7 de sorriso e 1/4 de paixonite aguda, noves fora dá...

Legal, né? Eu fico daqui imaginando como seria uma pesquisa dessas. Um cara qualquer te aborda na rua, e te pergunta se você está feliz. Primeiro que eu nem responderia, mas se fosse pra responder, eu diria o quê? Que não? Vai que o cara é um doido varrido que precisa de atenção e você diz “não”: “ah, eu também não, minha vida é uma merda, minha sogra me odeia, meu emprego é horrível…” – você arriscaria?

Em seguida, o mesmo cara qualquer pergunta: “de zero a dez, quanto é a sua felicidade?” O cara está de roupa social e tem uma bolsa com papéis a tira-colo, aparentemente bem pesada… vai que se eu disser um valor abaixo de nove e meio o cara saca panfletos e uma Bíblia com borda dourada e começa a me pregar a palavra de Deus pra explicar o que falta na minha vida pra minha felicidade ser dez (e eu aturando isso meia hora dentro da fila interminável do ponto do busão)…

Vejamos, caro leitor: alguém perguntou pra você se você está feliz? O que significa um país feliz? Por que o brasileiro está feliz? No dia em que o Neymar dá show e faz três gols, dois de pintura diga-se, vai lá o Messi e faz cinco. Adoradores do Neymar: sinto, mas ele não foi o melhor do mundo naquele dia. Odiadores do Neymar: tudo bem que ele perdeu, mas você já se deu conta que seu argumento é falar bem de um argentino?

Bom dia faces! Vamos estar sendo felizes?

Felicidade? Justo numa semana de caos nos postos de abastecimento? De carros abandonados nas esquinas com o tanque vazio, e gente cobrando CINCO REAIS por um litro nos poucos postos ainda abertos? Só se for a felicidade dos mendigos, já que com cinco reais o litro da gasolina os malucos da rua vão pensar duas vezes antes de comprar um galão e riscar um fósforo.

Felicidade? Justo numa semana de neguinho da Fifa falando merda da gente? Temos uma Copa aí, minha gente, o maior orgulho da nação merece “um chute no traseiro”, senhor Walcke? Só se for a felicidade dos haters de plantão, que acharam no cara aí mais um pseudo-argumento pra criticar “whatever deva ser metralhado” e correr pro Paintbrush fazer suas figurinhas pseudo-políticas para Facebook.

Felicidade? Justo numa semana em que o ECAD resolveu mandar geral nos boletos pra todo mundo que “usa discriminadamente” qualquer coisa do YouTube? Só se for a felicidade dos esqueletos dos generais da Ditadura Militar, rolando em suas tumbas de tanto orgulho dessa nação herdada por seus filhos e netos, muitos deles em Brasília dando um orgulho danado aos avós lá no inferno céu…

Tá feliz com o que mesmo, brasileiro? Ah sim, a pesquisa fala de “felicidade futura”, só pra daqui há 5 anos, eu sei. É o famoso “e a vida vai melhorar”, e eu realmente espero que sim. Vejamos o que nos espera nos próximos cinco anos:

  • Uma copa do mundo. Que, por sinal, vai ser um fiasco. Não, haters, nem é da estrutura brasileira do cacete-a-quatro que eu estou dizendo, é do futebol mesmo. Ou alguém ainda acha que o Brasil leva? Ou alguém ainda acha que o brasileiro estará lá pra ver?
  • Uma olimpíada nem um pouco louvável no Rio de Janeiro. Um show de abertura com todos os estereótipos brasileiros que nós simplesmente a-do-ra-mos, uma organização meia-boca, e um quadro olímpico com resultados brasileiros de dar inveja aos… sei lá, senegaleses?
  • Três eleições, duas municipais como a desse ano (cuidado, já falei dela aqui), e uma pra presidente e outros cargos mais relevantes menos conhecidos. E aquele SHOW de todo ano eleitoral, de candidatos polêmicos que ganharam e brigas em debates eleitorais daqueles que dá vontade de jogar o Serra e a Dilma de maiô num ringue com gel (pensando bem, melhor não…)
  • Uma quantidade incalculável de programas de desgraça e mais desgraça na TV, e você se trancando cada vez mais em casa.

Somos o 88º lugar na educação no mundo. Somos o 73º em serviços de saúde no mundo. Ok, passamos o Reino Unido na economia mundial, agora somos sexto, mas e quanto ao abessurdo-mór-digno-de-revolta-e-travamento-da-marginal-tietê-e-piquete-nas-ruas-do-planalto, de sermos QUINTO no Ranking da FIFA? E ae, tá feliz? Só porque a Argentina é o quadragésimo primeiro país mais feliz do mundo mesmo com o Messi? Tá, a Argentina é só o oitavo na Fifa, mas o Uruguai (sim, URUGUAI) é o quarto. Bem ali, logo acima do Brasil…

A ignorância é uma bênção. Com os cumprimentos do excelentíssimo senhor Aloísio Mercadante, diretamente do Ministério da Educação (aquele mesmo do Enem, lembra?), através das maravilhas da nossa mídia nacional. Admita: você não sabia que o Mercadante era o ministro da educação. Admita: você teve dificuldade de confirmar mentalmente o número de eleições nos próximos cinco anos. Admita: você leu tudo isso aqui e a única coisa que lembrará amanhã é a imagem mental que você fez do Serra e da Dilma de maiô no ringue de gel…

A espontaneidade de um sorriso como o nosso...

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: